62894388 @elapensatambem: Novembro 2015

recent posts

23 de nov de 2015

Passado, marcas e bagagem desnecessária.

Lembro de uma pregação feita pelo meu pastor a respeito de pecados que já foram perdoados e agente insiste em ficar lembrando, meu pastor disse naquela pregação que toda vez que a gente confessa a Deus os nossos pecados, Ele os joga no mar do esquecimento e coloca uma placa escrita: Proibido pescar!
Atualmente eu me encontro caminhando rumo a uma mudança muito grande na minha vida, e como toda grande mudança, ela traz consigo muitos questionamentos, não só referente a aquilo que estar por vir mas como também daquilo que se foi. Um dia desses li no facebook de um amigo a frase de uma música do Jorge Vercillo "Qual de nós foi buscar o que já viu partir", essa música fala sobre saudade de alguém que se foi, de erros cometidos, de um tempo que não se pode voltar, de palavras que não foram ditas. Tem uma outra música da Daniela Araújo que diz: "O passado do futuro não está em minhas mãos, e tem tudo que me assusta dentro do meu coração".


Isso me fez lembrar do tempo em que era ainda mais jovem, das minhas inúmeras precipitações, de como tudo era tão extremista, nada podia esperar e tudo tinha que acontecer, porque a vida era uma só. Hoje me olho no espelho e perco um tempo procurando aquela parte de mim, será que ela realmente se foi, ou apenas está adormecida? Será que a deixo ir ou a trago de volta?
Eu queria ter um laguinho do esquecimento só meu, onde pudesse jogar algumas lembranças e simplesmente esquecê-las, mas cheguei a conclusão que poderia esquecer de lembranças que não deveriam ser esquecidas, sei que muito do que vivi não me matou, mas me fortificou, tive que aprender, o tempo passou e eu precisei crescer.
O problema é quando essas lembranças nos deixam demasiadamente cansados, com a bagagem pesada e aí "as lembranças do passado vêm e querem nos fazer parar".
Para toda a ferida curada existe uma cicatriz, essa marca está aí para nos lembrar que vencemos aquilo que antes nos machucava tanto, mas se olhamos para ela e ainda sentimos alguma dor, então, ainda não fomos totalmente curados.
Assuntos que ainda não foram resolvidos, perdão que ainda não foi liberado ou pecados que não foram confessados, são coisas que impedem que a ferida cicatrize corretamente.
Bem, é necessário retirar essas coisas da sua bagagem, pois elas só irão te atrapalhar.

Deixe a mudança acontecer, a gente sempre tem medo daquilo que é novo, mas é o Novo que nos traz nova vida.


Era o fim da estrada, era o fim do mundo ali, mas o sol brilhava inacreditável em si
Não se imaginava foi o fim de tudo, eu vi, mas o sol teimava em raiar e resistir e no mesmo dia em que a "profecia do fim"se revelaria, eu te conheci assim...

O Novo chegou, te recebo bem!


12 de nov de 2015

Meu passeio à Ilha Grande.


Ah deixa eu adivinhar, já estava com saudades das dicas de passeio? Então vem comigo e vamos conhecer um pouco sobre esse lugar fantástico localizado na Costa Verde do Rio de Janeiro, Ilha Grande.
Esse passeio foi muito especial para mim, pois foi o meu noivo quem preparou a viagem todinha.

Esse passeio nós fizemos através de uma agência de turismo, fizemos a viagem em fora de época, em novembro de 2013,aí conseguimos pagar um preço super em conta nele.
Um passeio à Ilha Grande consiste em ir até o centro de Angra dos Reis e pegar uma embarcação por lá, pode ser a barca ou um desses saveiros que ficam por lá com pacotes para visitantes.


No caso da barca ela possui um destino certo, que é a Vila do Abraão, os saveiros realizam visitação em várias pequenas ilhas, é um passeio mais turístico mesmo.

A primeira ilha que fomos era bem calma, na foto abaixo dá para perceber como a água é bem cristalina, sabe aqueles lugares se deixar fica lá um tempão olhando a vida rsrsrsrs

Como vocês podem ver são várias ilhas, vários lugares e espaços, cada um mais lindo que o outro. Esse barco que está ao fundo não é o nosso, é outra embarcação que estava fazendo visitação com outras pessoas, é um passeio com bastante frequentadores. Em determinadas Ilhas nosso barco tinha que esperar um sair para poder estacionar, tipo cada embarcação tinha um tempo para ficar estacionada nas ilhas, assim todos poderiam aproveitar o lugar.


As paisagens são incríveis, quando eu olhava para o horizonte e via tantas ilhas, pensava comigo, nunca que vou conseguir conhecer esse lugar todo, e de fato não consegui, mas aproveitei cada cantinho.

Ilha Grande é um lugar onde se pode fazer várias coisas, Camping, trilhas, passeios a barco e mergulhos, em uma das ilhas que visitamos, a Lagoa Azul, era possível ver o peixes do barco mesmo.

E o Daniel não perdeu a oportunidade de ver os peixinhos de pertinho.

Vocês sabem como amo o por do sol, olha esses raios de sol refletindo na água, me despedi de Ilha Grande assim, olhando o rastro do barco na água e o sol se pondo no horizonte. Lindo demais!!
 




Ilha Grande com certeza é um lugar de muitas histórias, eu não contei tudo o que fiz por lá aqui, até porque seria um post muito longo, mas você pode ir conhecer esse lugar incrível sem medo de ser feliz!



2 de nov de 2015

Viver em liberdade.

Já faz algum tempo que quero escrever algo relacionado ao tema. Nos últimos de três anos mudei muitas coisas no meu estilo de vida, mudei a forma como me expresso, mudei alguns ciclos de amizades, mudei a forma como me relaciono com o meu trabalho, com a minha família e posso dizer também com o meu noivo, e é claro o mais importante de tudo passei a priorizar mais a Deus.
 
Olhando algumas fotos minhas, percebi como o meu modo de olhar a vida mudou, menos impulsiva, menos ingênua, almejando coisas que são mais palpáveis, apreciando mais os momentos e as experiências, do que "objetos" e "status". Aprendi com o tempo que não preciso ser uma mulher maravilha, mas sim uma maravilha de mulher rsrsrsrs.
Fonte: https://cinqjourschat.wordpress.com

Esses dias estive assistindo um filme que retrata bem o que eu estou tentando expressar aqui, o nome é:  A delicadeza do Amor. Esse filme fala sobre uma mulher que tinha tudo, um bom marido, um bom emprego, amigos e de quebra era cobiçada por outros homens também. Logo no início do filme acontece uma reviravolta, o seu marido morre e Nathalie digamos perde o seu chão. Tentando manter -se de pé, apesar do seu luto, Nathalie ainda é constantemente cortejada pelo sue chefe e posso dizer que ela meio que usa isso em seu benefício próprio. O interessante deste filme é que apesar do interesse do seu chefe, um homem super charmoso e com dinheiro, o coração de Nathalie aos poucos se rende a um outro homem, se rende a Markus, que apesar de achar Nathalie uma mulher linda, nunca a cortejou , pelo contrário Markus com certeza nem pensava que algum dia poderia um ganhar um beijo de Nathalie, esse beijo foi o suficiente para que Markus desejasse um pouco mais da vida. O que posso dizer é que Nathalie não queria apenas um relacionamento ou o "fogo da paixão", ela já tinha experimentado o amor no seu casamento, o coração dela já estava acostumado a amar e ser amado, pois mais atraente que seu chefe pudesse ser, não era o suficiente para Nathalie, então o nada galã Markus, conquistou o coração de Nathalie. Esse filme tem muitos mais detalhes, é um filme rico de muitas lições e reflexões.

 
Há algum tempo, eu passei por alguns problemas no meu ciclo de amizades, comecei a perceber que algumas relações não estavam baseadas em um sentimento verdadeiro, existia muita bagagem desnecessária, muitos interesses envolvidos e acima de tudo eram relações desiguais. Precisei fazer uma faxina, e percebi como posso ser fútil, e como as pessoas são apegadas a isso, tipo resolvi deixar velhos hábitos e decidi mudar alguns comportamentos, então vivenciei algumas turbulências. Erros meus, erros dos outros, circunstâncias e situações complicadas, tenho consciência de tudo isso, mas se você pensa que a vida de dá um tempo para " retocar a maquiagem", saiba que ela não dá, preparada ou não liberte-se daquilo que te prende e viva a vida com vigor, mais amor.
Eu quero intensidade e racionalidade, quero equilíbrio!

Quero uma vida desprendida, e sem amarras, isso não significa que não desejo a fidelidade rsrsrs, o que quero dizer é:

Quando de fato vivemos aquilo que escolhemos, sem sermos forçados de alguma maneira a escolher isso, então vivemos em liberdade.